segunda-feira, 25 de abril de 2011

Roleta Russa e Roleta Africana

Um ministro de uma república africana visita a Rússia numa viagem oficial.
Depois de uma semana de visita o seu homólogo russo disse-lhe:
- Espero que tenha desfrutado a estada no nosso país, mas antes de terminar é costume que pratique o nosso jogo nacional.
- E qual é esse jogo? - pergunta o africano.
- Bem, é a roleta russa, claro.
- A roleta russa? Não conheço.
- É muito simples: o senhor apenas tem de apontar esta pistola à sua cabeça e apertar o gatilho.
Na pistola há somente uma bala. Tem cinco possibilidades entre seis de sobreviver.
- E qual é a graça, ministro? - pergunta o africano.
- A adrenalina homem, a adrenalina.

O ministro africano engole em seco, mas pensa para si: "Sou herdeiro de uma tribo de valentes guerreiros e enfrentarei esta prova".
O homem aperta e... clic! Não se disparou nenhuma bala.

Então, respira fundo e diz ao russo:
- Recordo-lhe que dentro de três meses terá que me retribuir a visita.
Três meses depois, o ministro russo passa uma semana na pequena república africana, e no último dia o seu homólogo disse-lhe:
- Espero que tenha apreciado a estada no nosso país, mas antes de terminar a visita é costume que pratique o nosso jogo nacional.
- E qual é esse jogo?
- É a roleta africana, claro.
- A roleta africana? Não conheço. Em que consiste?
Conduzem-no a um aposento onde estão seis mulheres esculturais completamente nuas.
O africano diz ao russo:
- A que você escolher, far-lhe-á sexo oral.
- Genial! Isto é magnífico mas... onde está a adrenalina? - pergunta o ministro russo.
O africano sorri e responde:
- Uma delas é canibal...

0 comentários:

Postar um comentário

Compartilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites